Mauritânia!

Posted Leave a commentPosted in Textos

Estou na Mauritânia! À minha frente o deserto escuro acena do outro lado da estrada, à minha volta senegaleses, mauritanos e um ou outro marroquino jantam e bebem chá. O som das conversas em francês e árabe é poluído com o som do gerador que trouxe, há pouco, energia. Troca-se dinheiro, em transacções que não […]

Tarfaya

Posted Leave a commentPosted in Textos

Passei oito ou nove dias com o Joel, e depois disso tem sido uma viagem solitária. A minha mãe perguntou-me ontem acerca de diversão… a verdade é que diversão não é bem o termo para este tipo de viagem, parece-me. Pelo menos não por Marrocos. Do mesmo modo, se alguém me perguntasse se estava a […]

Consigo?

Posted Leave a commentPosted in Textos

Hoje foi um dia intenso, daqueles que se sente cá dentro. Visto de fora, como se um filme fosse, não parecia haver nada de especial. Mas é por detrás dos olhos que tudo se passa. A viagem começou tranquilamente, e parei logo ao quilómetro vinte cerca de uma hora, para ir ver a praia de […]

Entre Tiznit e Mirlef

Posted Leave a commentPosted in Textos

Sozinho outra vez. O Universo plantou o Joel no meu caminho para me facilitar a entrada no desconhecido. Num segundo conheci o Canadiano, no segundo seguinte começámos a nossa pedalada. “Que bênção” disse-me o loirito, no mesmo dia, quando chegámos a Tânger e trocávamos dinheiro. “Ia detestar fazer isto sozinho! Quer dizer, não ia detestar, […]

Estás Longe

Posted Leave a commentPosted in Textos

De repente, apeteceu-me chorar. Não saiu daqui nada, tudo continua na mesma. Os velhos atrás de mim continuam a ver o rei na televisão, o escuro ainda persiste lá fora, e os meus olhos ainda estão secos. Mas, quando clicando para a próxima fotografia, te vi a aparecer em Sevilha, senti como se me tivesse […]

Trago-te

Posted Leave a commentPosted in Textos

Ontem os teus olhitos andaram por aqui. Andaram por este albergue, pelo quarto lá em cima, pelas ruas sevilhanas, por aquele restaurante onde comemos aquelas tapas. E depois a outra. Os teus olhos andaram por aqui a olhar para mim, atravessaram aquela ponte e pediram uma, ou duas, ou três, ou quatro fotografias, até não […]

Of a Man About to Fly

Posted Leave a commentPosted in Textos

Ouvi agora, na música, “of a man about to fly”… Estou morto por partir. Pensamos nas circunstâncias, elas vão dançando pelo ar, vão aparecendo em sonhos, vão pairando uns metros acima e vão-nos deixando esquecer aquilo que virá… relembramos esporadicamente mas com a noção de que ainda falta muito futuro. Sentamo-nos frente a um computador, […]

Dualidades

Posted Leave a commentPosted in Textos

Nós não passamos momentos. Não passamos por momentos nem eles passam por nós. Os momentos são peças que existem à solta e à espera. À espera que os abracemos e não que passemos por eles, mas que sejamos eles. À solta, esperando prenderem-se ao que somos e à maneira como definimos as coisas. Os momentos […]

Encruzilhadas

Posted Leave a commentPosted in Textos

Estou num daqueles dias em que o futuro parece mais torto. Vejo uma estrada que vagueia por dentro de mim, exalta-se e troca-me as voltas, perde-se na bruma e deixame esquecido. Não me acalmo, porque não me chego a enervar, mas sinto o peito pesado e a respiração mais quente. Tantas ideias, tantos projectos, tantos […]

Posted Leave a commentPosted in Textos

A VIDA é bela. Devia ser assim tão simples. Mas às vezes cometo o erro de pensar demasiado nisso. Ou melhor, demasiadas vezes cometo o erro de pensar demasiado. Quero encontrar um sentido, significado, razão, por detrás de quase tudo o que existe, e isso leva-me a um labirinto de onde depois é tão difícil […]